Autotext. Este é o nome. Ou os administradores dessa empresa são muito convecidos ou têm muita certeza do que fazem.

Tem aquele ditado “já que está no inferno, abrace o capeta”. Mas eles levaram muito a sério!

Eles resolveram processar não uma ou duas, mas 23 das maiores empresas do mundo com base numa patente registrada por eles em Abril de 94. Patente essa que, pelo que eu entendi, especifica uma sistema de entrada de texto. Algo como uma sugestão de palavras com base numa lista predefinida.

Pelo que eu vi é uma coisa comum demais e muita gente desenvolveu os seus próprios sistemas que fazem isso.

São as empresas (leiam a lista e vocês também vão achar que eles têm muita coragem):

Apple, AT&T, Helio, HP, HTC America, IBM, Kyocera, LG Electronics, Microsoft, Motorola, Nintendo, Nokia, Nuance, Palm, Qualcomm, RIM, Samsung, Sanyo, Sony, T-Mobile, Verizon e Zi.

Eu fico pensando em casos assim e lembro do cara que quis processar o Google porque apareceram informações sobre ele na busca, entre outros processos absurdos.

Será que isso dá em alguma coisa?!

Fonte: The Inquirer

Anúncios